Home

Sexshop Ousadias

Estado do Tempo C

Pouco Nublado

02 Mar - 23:00

Tempo

Mapa

Jornal

Farmácias

Empresas

Onde Comer

Noite

Classificados

Contactos

Pesquisar

Porto XXI
Takitudo

Os Azulejos no Porto

O Azulejo


As frias e cinzentas paredes das casas, igrejas e palácios da cidade do Porto ganham vida quando revestidas de pequenos azulejos. Colorindo fachadas ou formando majestosos painéis , o azulejo tornou-se uma característica profunda da cultura Portuense.

Foi no século XIX que a aplicação deste tipo de revestimento ornamental teve o seu apogeu, contribuindo para isso a influencia dos emigrantes brasileiros que ao regressarem a Portugal construíam as suas casas revestindo-as com este material. Nessa altura a
indústria cerâmica, que até então se fazia exclusivamente no sul do país, deu os seus  primeiros frutos nas cidades do Porto e de Gaia passando então por um período de grande prosperidade (os padrões de desenho em relevo caracterizam a região do norte). A maior parte da produção destinava-se à exportação para o Brasil onde a aplicação do azulejo no revestimento das fachadas dos prédios era já prática corrente
por constituir uma boa protecção para a humidade e pela sua resistência e características térmicas. No entanto podemos encontrar vestígios do uso deste material muito antes desta  altura, por exemplo, a azulejaria da Igreja da Misericórdia assente por Domingos Rocha data do ano de 1629-30 são, contudo, raros os revestimento interiores anteriores ao século XIX. Ao longo dos tempos os ceramistas foram acompanhando as diferente correntes artísticas expressando nos azulejos um pouco da história da arte, as técnicas usadas foram também mudando e evoluindo a estampilha e/ou pintura manual deram lugar à estampagem mecânica. A harmoniosa partilha da cidade entre granito e o azulejo fez com que o aspecto desta sofresse grandes alterações criando a imagem que hoje temos do Porto.

"Esta nossa cidade - seja dito para
aquelas pessoas que porventura a
conhecem menos - divide-se em
três regiões, distintas por
fisionomias particulares. A região
oriental, a central e a ocidental. O
bairro central é o portuense
propriamente dito; o oriental, o
brasileiro; o ocidental, o inglês. (...).
O bairro oriental é principalmente
Brasileiro, por mais procurado pelos
Capitalistas que recolhem da
América. Predominam nestes
enormes moles graníticas, a que
chamam palacetes; o portal largo,
as paredes de azulejo azul, verde
ou amarelo, liso ou de relevo; o
telhado de beiral azul; as varandas
azuis e douradas; (...)."

 

 

Opções

Aumentar Letra

Reduzir Letra

Letra Inicial

Imprimir Ficha

Clique na imagem para ampliar

 

[Adicionar aos Favoritos]    []    [Webmasters- Coloque no seu site]    [Recomende a um amigo]

[CHAT]    [Livro de Visitas]    [Crianças Desaparecidas]    [WebDesign]

Copyright © 1999 PORTOXXI.com - Todos os direitos reservados